‘É um privilégio ainda vê-lo vivo’

“Ele é um personagem que nasce da fome, da dificuldade. A gente não tem noção do que seja isso”. A frase, em letras corridas e nada formosas, ainda está em meu bolorento bloco de anotações. Ela foi disparada por Domingos Montagner, falecido nesta quinta-feira, dia 15, em Canindé do São Francisco, no Sergipe, durante a … Continue lendo ‘É um privilégio ainda vê-lo vivo’